Palavra do Presidente

 

Aos Profissionais Técnicos, Tecnólogos e Auxiliares de Radiologia.

 

Colegas da Radiologia.

Depois de muita reflexão, resolvi escrever um texto que narrasse com fidelidade meus verdadeiros sentimentos relacionados aos profissionais técnicos/tecnólogos em radiologia.

Foi a partir da última assembleia realizada em BH que senti a necessidade de externar um sentimento que já vem de muito tempo, mas que procurava escondê-lo com a esperança de afastar o desestímulo, o pessimismo, o desalento, e não repassar para os profissionais aquilo que sempre enxerguei, ou seja, profissionais com a visão direcionada ao próprio umbigo.

Profissionais que demonstram veladamente a sua visão crítica de um sindicato que não conhecem. Velado no sentido de criticarem destrutivamente um sindicato, traiçoeiramente, sem nenhuma chance de defesa, na pior característica dos falastrões covardes.

Que emitem opiniões sobre a falta de atuação de um sindicato que jamais acionaram e se escoram nos ombros de meia dúzia de profissionais que comparecem nas assembleias, para se beneficiarem de possíveis conquistas, sem o mínimo esforço, nem para se manifestarem contrários às contribuições e às decisões dos verdadeiros guerreiros da radiologia. “Guerreiros de Teófilo Otoni”, que enfrentaram centenas de quilômetros para verbalizar as suas opiniões e, ao contrário daqueles que se escondem sob o manto do egoísmo, encarar a verdadeira realidade daqueles que efetivamente lutam para algum tipo conquista.

Curioso é que quase todos os profissionais da radiologia, milhares, trabalham exatamente no dia e horário da assembleia, outros ignoram os rumos da profissão, e pouco mais de vinte profissionais compareceram nesta última assembleia para se manifestarem sobre as propostas apresentadas, que tem como único objetivo, alcançar a todos.

Vergonha! Tenho o dever de cumprir aquilo que me compete como dirigente sindical, e por isso, as portas deverão estar abertas, também, para os ceticistas que mal sabem onde se situa o sindicato, mas se escondem sob o verniz do parasitismo.

Para aqueles que criticam com veemência o desconhecido, para aqueles acomodados e satisfeitos com os seus salários, deverão ficar mesmo com os seus assentos enraizados no seu próprio egoísmo. Por que os críticos não aparecem e se manifestam sobre o que pensam? Medo, covardia, egoísmo, tudo se aplica àqueles que enxergam exclusivamente os seus próprios interesses.

Mas me conforto com aqueles que desprovidos de informações sobre a atuação do sindicato, acreditam que em algumas situações, somente o sindicato poderá atuar de forma a atender os interesses individuais e coletivos.

Basta de achar que vinte e poucas pessoas na assembleia é motivo para comemoração como foi num passado recente. Por que estes devem ser os responsáveis por dezenas de benefícios a contemplar a todos?

Infelizmente, com a decisão do Supremo, o sindicato passou a ser o único caminho para aumentar o seu salário, salvo raríssimas exceções. O sindicato pertence a todos, e as conquistas dependem da participação de muitos.

Apesar de tudo, continuarei a desempenhar o meu papel com seriedade, transparência e responsabilidade, até o final do meu mandato, buscando sempre os debates sadios, opiniões ponderadas e ouvindo críticas construtivas.

Por fim, ao invés de se desesperarem pela entrada do biomédico no segmento de imagem, reclamar sem respaldo legal que desempenham funções em outros setores da radiologia, seria importante buscar uma melhor capacitação, disponibilizar-se para outras funções da sua competência, e demonstrar para o empregador, que você é capaz de ocupar o lugar que entende ser de outro. É a competência se sobrepondo ao comodismo dos que não buscam conhecimento.  Hoje quem se sobressai é sem dúvida o mais capacitado num mundo extremamente competitivo.

 
 
 José Silvano Borges
Presidente do Sinditraux.

Endereço

Av. Afonso Pena, nº. 262- Sala 1513

Edifício Mesbla - Centro - Belo Horizonte - MG

CEP: 30130-001

Contato

(31) 3044-9266

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.